Após ser esquecido pela gestão, cartão postal de Picuí vira brechó

09/10/2017


Como tudo o que foi deixado pelas gestões anteriores a do prefeito Olivânio Remígio (PT), na cidade de Picuí, Seridó paraibano, tem sido tratado com desprezo, com o relógio de pedra não é diferente. O equipamento construído com a proposta de ser um dos cartões postais da terra da carne de sol se encontra abandonado e agora virou ponto de venda de brechó.

Atualmente, o monumento se encontra bem diferente do que foi entregue pelo prefeito Acácio Dantas (DEM), em janeiro de 2014, o qual contava com um jardim no seu entorno e gelos baianos como proteção contra acidentes e prováveis danos ao mesmo.

De acordo com uma imagem enviada ao blog, no último sábado (07) o local foi usado como ponto de venda de roupas e calçados usados, um brechó foi montado no entorno do relógio. Populares não gostaram da cena, uma vez que o equipamento único no estado é um ponto turístico. Ao passar no local, moradores de outras cidades param para fotografá-lo.

“É triste ver a forma como este equipamento tem sido tratado pela gestão. Ninguém é contra a comercialização de produtos, a causa é até nobre, mas o relógio não é o local adequado para tal prática, já que o mesmo está no centro da cidade e é um local de visitação”, relatou um popular em contato com o blog.

ATUALIZAÇÃO:

Após a repercussão da matéria, o prefeito do município, Olivânio Remígio (PT), se pronunciou sobre o caso e declarou que um novo local será destinado para a prática.

De acordo com matéria publicada no Click Picuí, o bazar era de uma igreja evangélica da cidade e tinha a intenção de angariar fundos. 

Ainda de acordo com a publicação, o prefeito procurou o líder religioso e se comprometeu de escolher um novo local para a ação.


Ao compartilhar as matérias do Blog do Flávio cite a fonte, pois o mesmo tem redação própria. Apesar de criar seu próprio texto, quando usa informações da imprensa local as fontes também são mencionadas. Vamos juntos fazer uma mídia séria e com respeito aos profissionais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018. Blog do Flávio Fernandes.
Creative Commons License