O que você procura?

Operações da PRF em Cuité é discutida durante sessão da Câmara Municipal

27/02/2018



As recentes operações da Polícia Rodoviária Federal na cidade de Cuité, Curimataú paraibano, cidade que é cortada pela BR 104, foi tema de discussão durante a sessão desta segunda-feira (26) da Câmara Municipal. O tema foi abordado por todos os parlamentares presentes.

Entre as falas, chamaram a atenção os comentários dos vereadores Evanuel Moreira (MDB) e Quinho (MDB). Para Evanuel, o homem do campo anda amedrontado com a ação.

“A população está se sentido roubada, porque eles não roubaram aquelas motos, eles compraram. Não está legalizada, não está emplacada, mas eles pagaram alguma coisa pelo veículo. Temos que conscientizar a população quanto ao uso do capacete, mas que o Poder Público possa amenizar as apreensões. Qual o agricultor analfabeto que pode tirar uma habilitação?”, questionou o parlamentar, que sugeriu uma tolerância para que o veículo fosse regularizado pelo proprietário após ser abordado em uma blitz.

Já o vereador Quinho, destacou os custos dos acidentes de motos para o governo. “O trânsito no Brasil hoje causa uma despesa enorme ao governo. O Ministério da Previdência, da Saúde e da Justiça tem entrado na justiça contra provocadores de acidente por imprudência para que ele ressarça ao erário público o dano que ele causou por sua imprudência”.

Ele enfatizou que, além do seguro DPVAT, as vítimas de acidentes ocupam leitos nos hospitais tirando a vez de outros cidadãos e onerando o governo. “Até quando morre vai precisar do serviço de saúde. Vai pra IML, tem pensão no INSS e ainda tem seguro. Quando não morre, vai ocupar muito mais tempo a saúde, com fisioterapias, exames, isso tudo onerando o governo”.

Quinho completou sugerindo uma saída para o problema do trânsito. “Seria alto escolas públicas, com parcerias entre municípios e estado com aulas de direção defensiva gratuitas para o cidadão, formando motoristas”, disse o parlamentar que finalizou destacando que “a culpa é de todos, principalmente a falta de habilidade e de conhecimento dos condutores para evitar essa quantidade enorme de acidentes”.

Os parlamentares lamentaram os prejuízos causados pelas operações à economia do município, sobretudo em dias de feira, pois, segundo eles, os agricultores deixam de ir à cidade por medo de terem suas motos apreendidas.

Blog do Flávio
Imagem: Ilustração

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018. Blog do Flávio Fernandes.
Creative Commons License