O que você procura?

E Gilma veio antes! E fez a diferença no Curimataú e Seridó paraibano

28/03/2018



Antes de qualquer ascensão midiática de políticos meteóricos, é preciso destacar a grande atuação da deputada estadual Gilma Germano (PSB) no Curimataú e Seridó paraibano, entre os anos de 2011 e 2014. Após 24 anos sem representação no parlamento estadual, a região, acertadamente, elegeu Gilma para representá-la.

Responsável por mais de R$ 370 milhões investidos na região, Gilma também foi autora de importantes Leis que ajudam no dia-a-dia da Paraíba. Entre as suas ações, podemos destacar as estradas do Curimataú. Quem não lembra do trecho entre o trevo de Cuité e a cidade de Soledade? E os acessos às cidades de Sossego e Frei Martinho?

Foi Gilma quem trouxe para a região o Procase, que já perfurou dezenas de poços e desenvolveu inúmeros projetos na região. Investindo em culturas como fruticultura, caprinovinocultura, cooperativas e associações rurais.

Gilma também foi detentora da maior atuação parlamentar já vista na maior cidade da região, Cuité. Honrou com todas as suas promessas de campanha, ou melhor, fez mais do que prometeu. Por ser de Picuí, a parlamentar enfrentou muitas críticas na sua cidade pela atuação na cidade vizinha.

A sua primeira ação em Cuité foi a pavimentação da ladeira da UFCG, prometida em um comício no meio da feira. Quem não lembra do sofrimento dos estudantes nos dias de chuva? Foi para Cuité que, por meio de Gilma, chegou o maior reservatório de água da região, a Barragem e o Sistema Adutor Retiro. Um investimento de R$ 48 milhões. Além de escolas, pavimentação de ruas e outros.

Depois de Gilma, veio Buba, com ‘Mais Trabalho’ e a Transparaíba. Novas barragens, escolas, transportes escolares e pactos com municípios. O trabalho não parou, ou melhor, só aumentou.

Enfim, antes de tentarem esconder a verdade sobre quem realmente fez e faz pela região, é preciso lembrar que a história não se apaga, nem com dinheiro. E essa ferramenta muitos usarão esse ano para emplacar nomes que sequer produziram moção de aplausos durante sua vida pública.

Mas o povo não tem memória curta, apesar de muitos acharem o contrário.

Blog do Flávio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018. Blog do Flávio Fernandes.
Creative Commons License