O que você procura?

Após acabar o Forró da Quixaba, prefeito de Picuí tenta boicotar Forró do Mari Preto

29/06/2018


A divulgação do São Pedro de Picuí no primeiro final de semana de julho pegou toda a população de surpresa. O evento, que deveria acontecer no último final de semana de junho, já que o dia de São Pedro é no dia 29, deverá ser realizado no mesmo dia que o tradicional Forró do Mari Preto, o qual já acontece há 22 anos e tem a frente a família Henriques.

A realização do São Pedro de Picuí tem sido vista como uma forma de boicotar o evento da família Henriques. Com o fim do Forró da Quixaba, o Forró do Mari Preto é o único evento que representa o tradicional forró de sítio na região.

O organizador do evento, vereador Wagner Henriques (PSB), lamentou a postura da gestão municipal em querer acabar com mais uma tradicional festa da cidade. “Mudaram por pura perseguição. Desculpas é o que mais vai aparecer, mas a verdade é só uma: perseguição, desrespeito e desprezo mais uma vez a zona rural, a cultura e tradições”, revelou.

O parlamentar ainda destacou que com dois eventos em finais de semana diferentes quem ganharia era a população e, sobretudo, o comércio local. “O comércio teria dois picos de venda, os cabeleireiros, os barraqueiros. O povo teria dois finais de semana de descontração e diversão. Agora, por perseguição política, vão ter que escolher”.

O 22º Forró do Mari Preto é um evento aberto ao público e, mesmo sendo na zona rural, conta com estrutura e segurança de evento privado de grandes centros. A festa terá como atrações as bandas ‘Os Cabras de Picuí’, ‘Os três do Nordeste’, Rodolfo Lopes, Deixe de Muído e Wagner Reis.

Evento acontece há 22 anos


Blog do Flávio

::::::::::PUBLICIDADE::::::::::

2 comentários:

  1. Isso e um cachorro esse prefeito. Fraco que só ele.

    ResponderExcluir

 
Copyright © 2018. Blog do Flávio Fernandes.
Creative Commons License