O que você procura?

Euda diz que é elegível e trata acusação como perseguição

22/08/2018


A candidata a deputada estadual e ex-prefeita de Cuité, Curimataú paraibano, Euda Fabiana (Patriota), rebateu as acusações de que estaria inelegível e não poderia participar do pleito deste ano. A informação foi amplamente divulgada no final da manhã desta quarta-feira (22) após o Ministério Público Eleitoral (MPE) pedir a impugnação da sua candidatura.

“Sou elegível ao pleito de 2018. Vamos continuar nossa luta, continuar nossa campanha. Nós vamos mostrar aqueles que não querem ver uma mulher deputada estadual fazendo pela sua região, mas nós vamos sim, porque junto com você iremos vencer todas as perseguições”, disse a mesma em vídeo publicado nas redes sociais.

No final da manhã, uma ação do MPE pedindo a impugnação da candidatura de Euda viralizou nas redes sociais. De acordo com o procurador Victor Carvalho Veggi, Euda encontra-se inelegível “haja vista que foi condenada à suspensão de seus direitos políticos”. A ex-prefeita teria sido condenada por ato de improbidade administrativa com lesão ao patrimônio público e enriquecimento ilícito.

No entanto, de acordo com um documento assinado pelos advogados Jonhson Abrantes, Edward Johnson e Bruno Lopes, a ex-prefeita está elegível e apta a concorrer às eleições deste ano. “O MPE fez uma equivocada interpretação da Lei Complementar nº 64/90, na medida em que a candidata não possue condenação por improbidade com base no enriquecimento ilícito e dano ao erário”.

A possível inelegibilidade de Euda chegou a ser comemorada com foguetões nos quatro cantos da cidade de Cuité pelos adversários da ex-prefeita.

Blog do Flávio

::::::::::PUBLICIDADE::::::::::

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018. Blog do Flávio Fernandes.
Creative Commons License