Em Damião, bloco político do prefeito Lucildo ganha reforço

27/01/2020


A política da cidade de Damião, no Curimataú paraibano, tem sido atualmente a mais quente da região no quesito pré-campanha. No último final de semana, uma adesão mexeu as peças do tabuleiro e deu um nó na cabeça dos oposicionistas ao bloco do prefeito Lucildo Fernandes (PSB).

O empresário e líder político Missandro (centro da foto), ex-aliado de Lucildo e adversário até o final da semana passada, voltou a se aliar ao bloco do gestor, que agora tem a ex-prefeita Eleonora Diniz, também ex-adversária do socialista, como pré-candidata a prefeita nas eleições deste ano. A adesão foi comemorada na cidade.

Missandro era um grande apoiador da oposição desde as eleições de 2016 quando a candidata era Eleonora. Agora, com a adesão da ex-prefeita, ele também decidiu se aliar ao bloco situacionista. Com isso, a oposição encolhe e a pré-candidatura de Eleonora, que tem como pré-candidato a vice o também líder político Zé de Tião, só cresce.

A pré-candidata conta, ao seu favor, com a grande aceitação da gestão do seu principal cabo eleitoral. Com a gestão bem avaliada, feito que poucos prefeitos ao fim de um segundo mandato podem contar, o prefeito Lucildo Fernandes alcança um marco jamais visto na história do Damião. Em oito anos, a cidade cresceu e se transformou. Foram investimentos em várias áreas. Conquistas em todas as esferas: municipal, estadual e federal.

O vaqueiro Lucildo, campeão de vaquejadas, tomou as rédeas da gestão e mostrou que é possível trabalhar sem pensar no pessoal, mas na população. A cidade pequena se tornou grande. Um canteiro de obras que se destaca na região entre municípios maiores. Uma lição à política e aos políticos tradicionais.

Eleonora também não pode esquecer da união do grupo de Lucildo em torno do seu nome. A aceitação foi unânime, embora tenha sido ela a maior adversária deste bloco há quatro anos. Política se faz com grupo. Neste quesito, a pré-candidata também sai na frente.

Ninguém pode subestimar a capacidade de ninguém. Como diz um ditado popular, a política muda como as nuvens. Mas, diante deste cenário, a campanha de Eleonora será uma das mais fáceis do Curimataú. Cabe ao time se unir cada vez mais, não dá espaço às picuinhas e que, em nenhum momento, os interesses próprios estejam acima do coletivo.

De grande, Lucildo se fez pequeno, abandonou as divergências e abraçou ex-adversários. De bom vaqueiro puxador, será um batedor de esteira. A pista está pronta. Ao time, cabe a missão de derrubar o boi na faixa e ganhar a disputa.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018. Blog do Flávio Fernandes.
Creative Commons License