Pensamento:

PENSAMENTO
------------------------------------------
“Caia sete vezes; levante-se oito.”
(Provérbio Japonês)
------------------------------------------

Imprensa repercute salário do prefeito, vice e secretários de Picuí

27/11/2020

 

O prefeito da cidade de Picuí, Seridó paraibano, Olivânio Remígio (PT), mal esperou acabar as eleições de 2020 para garantir o reajuste dos seus vencimentos, do vice e dos seus secretários para os próximos quatro anos. O assunto tem repercutido na imprensa paraibana e foi destaque em um dos programas de rádio de maior audiência de João Pessoa.

O que chama a atenção é que, enquanto reajustou seu salário, do vice e do secretariado, o petista retirou a gratificação dos servidores que trabalham na linha de frente do combate ao novo coronavírus. Foi o que destacou o jornalista Edmilson Pereira, no conceituado programa Paraíba Agora, da rádio POP FM.

“Enquanto ele [Olivânio] aumentou o salário dele próprio, retirou sem nenhuma comunicação a gratificação dos profissionais de saúde, que trabalham na linha de frente da Covid-19, sem nenhum aviso prévio. Pense num cara do coração ruim. Maldoso”, enfatizou o jornalista.

De acordo com publicação do Diário Oficial dos Municípios desta quinta-feira (26), o prefeito Olivânio Remígio sancionou a Lei nº 1865, de 25 de novembro de 2020, que fixa os subsídios do prefeito, vice-prefeito e dos secretários municipais para os próximos quatro anos.

Com a sanção, o petista, exaltado pelos seus eleitores como “liso”, passará a receber um salário mensal de R$ 20 mil. O vice-prefeito Lucas Marques, R$ 10 mil. Já os secretários municipais, R$ 5.625,00.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Copyright © 2018. Blog do Flávio Fernandes.
Creative Commons License