Após ser ouvido, ex-companheiro de jovem encontrado morto é liberado


Flávio Marques, ex-companheiro do jovem Adriano Moura, que foi encontrado morto dentro do próprio apartamento no bairro dos Colibris, na manhã desta quarta-feira (28), foi liberado após ser ouvido na delegacia de homicídios de João Pessoa. Flávio era suspeito da morte de Adriano, mesmo após revelar que o seu companheiro teria cometido suicídio.
 
Em entrevista exclusiva ao repórter Gustavo Chaves, Flávio contou a mesma versão apresentada a polícia ainda no local do crime e chorou ao narrar os fatos. De acordo com ele, Adriano fez uma chamada de vídeo para ele pela manhã com um cinto no pescoço dizendo que iria tirar a própria vida. “Eu apenas fui tentar salvar ele, mas não consegui. Não cheguei a tempo”, disse.
 
Flávio declarou que durante cerca de três anos teve um relacionamento com Adriano, mas atualmente os dois estavam separados.
 
Ao chegar no apartamento de Adriano, Flávio teria se deparado com ele morto e acionado o SAMU. Ao chegar no imóvel, o médico teria pedido o apoio da polícia, já que no corpo da vítima havia marcas que, aparentemente, seriam de luta corporal. O ex-companheiro da vítima foi detido e encaminhado à delegacia para prestar esclarecimentos.
 
No local, a Polícia Científica constatou que as lesões se concentravam na região do pescoço, onde o cinto teria sido colocado e as outras lesões não eram recentes. A polícia descartou a hipótese de homicídio, mas continuará colhendo informações e investigando o caso.

Adriano Moura teria sido encontrado morto pelo ex-companheiro - Foto: Redes Sociais

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem