Ação pode cassar Chió e mais dois deputados da PB


Movida em 2019 pela coligação “Força da Esperança”, a ação pede a impugnação de 68 candidaturas e pode resultar na cassação dos mandatos dos deputados estaduais Chió (Rede), Doutor Érico (Cidadania) e João Bosco Carneiro Júnior (Cidadania). A acusação é que a coligação que elegeu os parlamentares teria fraudado a cota de gênero no pleito de 2018.
 
De acordo com o site ParlamentoPB, o procurador regional eleitoral Rodolfo Alves está na fase final do parecer e deve fechá-lo nos próximos dias. A ação tem por base suspeitas de falsidade em candidaturas femininas apenas para completar a cota mínima de 30% nas eleições de 2018.
 
No Ceará, a Justiça Eleitoral decidiu nesta segunda-feira (02) anular os votos e cassar os mandatos de dois vereadores da cidade de Barbalha sob a mesma acusação. A coligação que elegeu os parlamentares teria fraudado a cota de gênero de 30% no pleito do ano passado.
 
Além do caso acima, outros mandatos já foram cassados Brasil a fora pelo mesmo motivo. Das ações mais recentes, uma foi registrada no Mato Grosso, onde um vereador perdeu o mandato em maio deste ano, e outra no Espírito Santo. No estado capixaba, quatro vereadores foram condenados também no mês de maio.
 
Voltando para a Paraíba, a notícia da possível cassação dos mandatos dos deputados paraibanos tem sido vista com aflição por seus aliados. Com a perda dos mandatos, novos nomes devem tomar assento na Casa de Epitácio Pessoa, embora que por poucos meses, mas com uma boa bagagem para entrar na disputa que se avizinha
.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem